Simplesmente adoro...



Pedes-me um tempo,
para balanço de vida.
Mas eu sou de letras,
não me sei dividir.
Para mim um balanço
é mesmo balançar,
balançar até dar balanço
e sair..

Pedes-me um sonho,
para fazer de chão.
Mas eu desses não tenho,
só dos de voar.

Agarras a minha mão
com a tua mão
e prendes-me a dizer
que me estás a salvar.
De quê?
De viver o perigo.
De quê?
De rasgar o peito.
Com o quê?
De morrer,
mas de que paixão?
De quê?
Se o que mata mais é não ver
o que a noite esconde
e não ter
nem sentir
o vento ardente
a soprar o coração...

Pedes o mundo
dentro das mãos fechadas
e o que cabe é pouco
mas é tudo o que tens.
Esqueces que às vezes,
quando falha o chão,
o salto é sem rede
e tens de abrir as mãos.

Pedes-me um sonho
para juntar os pedaços
mas nem tudo o que parte
se volta a colar.

E agarras a minha mão
com a tua mão e prendes-me
e dizes-me para te salvar.
De quê?
De viver o perigo.
De quê?
De rasgar o peito.
Com o quê?
De morrer,
mas de que paixão?
De quê?
Se o que mata mais é não ver
o que a noite esconde
e não ter
nem sentir
o vento ardente
a soprar o coração.

7 comentários:

PT disse...

Muito gira a musica :) N é bem o meu estilo, mas até gostei :o :P

Amo-te

Diaboderoupacurta disse...

É a única música que eu gosto dela! :D Linda, linda! :D

Olha Nadyta, a Pipoca Mais Doce (http://apipocamaisdoce.blogspot.com), tem um novo passatempo onde podemos ganhar produtos Clinique, pensei que fosses gostar, participa :D

japanese lollipop disse...

=)

*IzzY_MeL* disse...

Adorei a letra ^^

Beijinho linda
izzy

Lady me disse...

Hum! Letra linda! :)

Girl in the Clouds disse...

A MV não é muito o meu género, mas esta letra está muito boa!!

Nadyta disse...

Ainda bem que gostaram estou cá é para dar destas coisinhas boas :D

Brigada Diaboderoupacurta vou ver se participo :D


Beijinhos a todos

Enviar um comentário